Portugal e o Bairro de Belém: Passeio em Lisboa

Um pouco sobre Portugal

Portugal, o que falar desse país, não é mesmo? Para todos aqueles que nunca foram, devo aconselhar, vá o quanto antes. Lisboa tem tantos pontos turísticos e não turísticos que você pode marcar sua viagem com um intervalo de uma semana. Acredite, tem muita coisa pra se fazer e muitos passeios em Lisboa. Ao ponto de que caso você queira ir visitar as demais cidades (Cascais, Porto, Sintra, Óbidos …) eu lhe recomendo um bom planejamento de dias e horas em cada local. Acredite, somente passear em Lisboa já rende uma semana.

O país em si tem uma redoma aos olhos dos Brasileiros, creio que até mais que os demais destinos. Além do motivo da colonização portuguesa, a similaridade da língua ajuda e muito aqueles que tem um receio de ir para fora do país.

Os portugueses são muito polidos e atenciosos, pelo menos foram conosco. Eu sei que muitas pessoas relatam momentos desagradáveis por lá, mas eu não presenciei nenhum e também não vi acontecer próximo a mim. Em qualquer lugar que você for no mundo sempre encontrará pessoas felizes e pessoas irritadas.

O começo do passeio em Lisboa: Padrão dos Descobrimentos

Caso você tenha ficado em hotel ou em casa de conhecidos, o trajeto que farei para a chegada ao Padrão dos Descobrimentos será saindo da Praça do Comércio. Eu recomendo que você utilize o Mapa do Google para realizar a rota (saído do hotel até o Padrão), mas vou logo de avisando que andar de transporte público por Portugal é bem fácil e facilita muito o passeio em Lisboa e eu farei um post sobre isso.

Enfim, da Praça do Comércio até o Padrão dos Descobrimentos, você pode ir das seguintes formas:

  1. Comboio (trem) pegando-o em Cais de Sodré e parando em Belém. Esse Comboio é o “Linha de Cascais”.
  2. Elétrico (igual os trens que passam pelas ruas em Toronto, que expliquei no post sobre o TTC) que você pega em Restelo – próximo a Praça do Comércio – e para no Mosteiro dos Jerônimos.

O padrão dos descobrimentos foi um monumento construído em 1940 e reconstruído em 1960. Em sua primeira construção ele foi feito em ferro e cimento, materiais perecíveis ao tempo e que em 1960 foram trocados por pedra rosal de Leiria, Betão (mistura de cimento) e as esculturas em Calcário de Sintra. O que deu a estrutura uma maior estabilidade e durabilidade.


Foi construído em formato de Caravela, levando o D. Henrique e 32 protagonistas (rei, capitão, navegadores, escritor, missionário, governador) e possui alguns símbolos, a bandeira, a espada, a caravela na mão do D. Henrique e demais símbolos. No mastro estilizado, tem a orientação das rosas dos ventos e em cada uma das faces, tem-se dois escudos portugueses, com cinco quinas e envolvidos por 12 castelos. Em seu centro, várias flores de lis.

A Partir do Descobrimentos o que faço?

Interessante não? Mas é daquela parte ali que começará o seu passeio em Lisboa. A minha dica de ouro é pegar um dos Segway’s que ficam o Monumento, como algumas vans, como na imagem abaixo.

Passeio em Lisboa

O motivo disso, é que essa primeira parte do roteiro tem 2,7 km de extensão, e acredite, você vai me agradecer e muito se for com um desses segway e conseguir economizar o seu pé. Pode parecer complicado dirigir um desses, mas eles te ensinam como usá-lo. Você só tem que seguir a regra de:

  • Corpo levemente pra frente: Ele anda pra frente
  • Corpo levemente para trás: Ele para
  • Corpo levemente para o lado: Ele vai para o lado que você quer

    Passeio em Lisboa; O que fazer em Portugal
    Passeio em Lisboa: Padrão dos Descobrimentos ao fundo

A empresa que eu usei foi a Moving Free, porem estava procurando o site deles para poder auxiliá-los melhor e aparentemente, esse do Monumento fechou. No lugar tem um outro, com nome de Belém Segwy Rental  e que tem a mesma tabela de preços que a Moving tinha. Dê uma olhada no site para verificar seus valores atualizados.

Passeio em Lisboa: Torre de Belém

Torre de Belém será o seu segundo local a ir. Caso você tenha escolhido utilizar a minha dica, você precisa apenas seguir a orla do Rio Tejo. Acredite, você consegue ver a Torre facilmente, já que ela foi construída a margem do Tejo, entre 1514 e 1520.

Hoje ela é um ponto turístico, mas naquela época ela tinha a função de proteger a cidade. Já que era tinha em sua construção, duas partes. A primeira a torre para o seu maior alcance visual e o baluarte, de onde dois níveis de disparos da artilharia, afim de derrubar qualquer possível invasor.

Passeio em Lisboa: Torre de Belem

Você tem como descer do equipamento e tirar fotos sem ele. Só vai precisar que uma segunda pessoa o segure para você, ou que ao menos fique próximo, para que o equipamento não caia, ou coisa pior. Não digo que a cidade é perigosa, longe disso, ela não é. Porem, você tem que sempre ficar atento aos seus pertences, isso em qualquer cidade do mundo.

Devolução do Equipamento e continuação do Passeio por Lisboa

Terminou de aproveitar a parte da torre? Se sim, retorne ao Padrão dos Descobrimentos e devolva o seu equipamento. Dali você poderá seguir para dois tipos diferentes de roteiros. Pasteis de Belém e Mosteiro ou Planetário e Restaurante. Calma! Eu darei as duas dicas no próximo post, já que esse ficou bem grande.

Acompanhe o blog, que nos atualizamos de dois em dois dias. O que significa que daqui dois dias você iremos juntos aos Pastéis de Belém tão famosos. Obrigada a todos que curtiram a página do blog no Facebook e que participaram por lá. A escolha desse assunto foi decidida por vocês. Fiquem ligados, adicione o blog nos favoritos e até o próximo post.

 

 

4 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.