Viagem ao Japão: JR PASS o Cartão de Transporte Japonês

Vídeo explicativo

Chegada e Transportes

Chegamos no Japão no dia 19/01/2017 logo cedo. O nosso roteiro começou por Osaka, onde despachamos as malas maiores pelo serviço de Delivery no aeroporto de Narita – Yamato Transport – serviço esse super bom, já que entregaram nossas malas no dia seguinte na recepção do Hotel. Para irmos até Osaka, pegamos um Shinkansen que levou aproximadamente 3:30h, super confortável e que tinha uma funcionária passando e vendendo bento e bebidas (caso você fique com muita fome).

Para os trajetos distantes, que seriam as idas até Osaka (19/01), Nara e Kobe (22/01), Kyoto (23/01), Universal Studios (24/01), Tokyo (25/01), escolhemos a compra de transporte JR PASS (Cartão de transporte no Japão para estrangeiros) e compramos o de 07 dias. O motivo? precisaríamos dele apenas para essas longas distâncias e que ficaria caras se fossem pagas a parte, sem tirar a comodidade de só apresentar o JR e pronto.

Para o período de Tokyo (você pode reparar que ele acabou a validade dia 25/01, mas nós ficamos até dia 03/02 por lá), usamos o PASMO (Outros cartão de transporte no Japão)que você pode adquirir nas maquinas do metro que tem opção de inglês e nada mais é que um cartão de transporte (em tamanho de cartão mesmo, o JR é um folheto quase) que você recarrega.

Dicas sobre o Cartão de Transporte: JR PASS

Foto retirada do site: www.klook.com

O JR Pass nada mais é que um cartão de transporte do Japão para estrangeiros, que lhe dá o direito de utilizar uma grande variedade de transportes. Ele é destinado a apenas turistas e deve ser comprado antes da sua viagem, porque ele é enviado a sua residência e não tem como você retirá-lo lá. Então, se programe para que dê tempo de receber em sua casa, ok?

Nós compramos o de 07 dias (Ordinary 7 days), que era o que mais encaixaria em nosso orçamento e em nosso roteiro de viagem, mas ele tem de 07 – 14 – 21 dias, então, você tem a opção de escolha. Ele te dá direito a utilizar o Shinkansen “trem bala” (mas não o Nozomi e o Mizuho, fique de olho e não entre no errado), e aos trens normais, mas veja essa lista de opções de transporte, atualizada, no site da JR, para que você não seja pego de surpresa, ok?

Nós compramos o nosso JR PASS nesse site, chegou tudo certo e utilizamos normalmente lá. Algumas agências de turismo e casas de câmbio vendem o JR em suas lojas, eu cotei em uma e achei que o preço era o mesmo, então preferi comprar direto pelo site da JR e não por terceiros, mas assim, fica super a seu critério, vai que eles tem opções de parcelamentos atrativas né?


JR PASS como é o transporte no Japão
Olha ele ai, o menino JR, mas você tem que deixar ele dentro daquele folheto gigante ali tá? não dê a louca de cortá-lo.

No dia da sua chegada, caso você vá utilizá-lo já no primeiro dia, tem um giche da JR PASS no aeroporto. Você terá que entrar nessa loja e preencher um documento com suas informações do passaporte, depois será direcionado a um funcionário que irá lhe fornecer aquela imagem ali (imagem acima). Fique tranquilo que eles falam inglês, então você tem como se comunicar. Sim, o inglês do japonês tem sotaque – como de todo lugar né – mas caso você não entenda algo, pode pedir para repetir, os japoneses são super atenciosos e tentam ajudar sempre.


Toda feliz com a primeira latinha quente de uma máquina de moedinhas 😛 Foto: @icarinhas. Adventurous Aline.

Nas próximas publicações eu colocarei mais informações sobre os lugares visitados, o que fazer por lá e muuuuuitas fotos legais. Espero poder ajudar em sua viagem mágica ao Japão, vou logo dizendo, eu amei aquele lugar!

2 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.