Kyoto no Japão - Guia Completo na Cidade » Latitude Infinita
Latitude Infinita
RESERVE SEU HOTEL
SEGUROS VIAGEM
DESCONTO AIRBNB

Kyoto no Japão – Guia Completo na Cidade

Hoje vamos falar sobre a cidade de Kyoto no Japão. Tem muita gente que acaba indo para o Japão e ficando apenas em Tóquio, eu até entendo o motivo disso. Porém, acho que você deveria sim esticar a sua estadia e passar alguns dias em Kyoto e Osaka.

Como eu já comentei sobre Osaka aqui no blog, falarei hoje sobre Kyoto. A cidade conhecida como das Gueixas e que na real, tem muito mais que isso por lá. Nesse texto você encontrará dicas do que ver, como se locomover pela cidade e também onde se hospedar, então, já prepare o seu roteiro porque você sairá desse texto com a viagem comprada.

E Kyoto me marcou, porque foi onde eu vi neve forte pela primeira vez na vida. Pra sempre vou lembrar de Kyoto por conta disso e pela minha felicidade de ter sentido os flocos de neve no rosto.

 

Kyoto no Japão

 

Vamos começar do começo, certo? A diferença de hora entre o Brasil e Japão já é de 12h. Kyoto fica a uma distância de 465 km de Tóquio e 55 km de Osaka. Nessa viagem, nós fizemos Osaka nossa cidade dormitório. Porém, a dica que eu dou é que você fique sim dois dias em Kyoto. A cidade tem muito a oferecer e eu acho que fiz as coisas rápido demais. Na próxima certeza que ficarei no mínimo dois dias por lá.

Kyoto é a alma do Japão. É o local onde você encontrará as pessoas mais tranquilas e zen’s do país, e também onde você poderá encontrar muitas casas de chás. Sem esquecer que é aqui onde você encontrará mais gueixas e as verdadeiras. Mas caso você queira experimentar como é ser uma, tem as opções de aluguel de roupa de gueixa, tá?

 

Principais atrações de Kyoto

 

Eu poderia estender esse tópico e te contar que Kyoto foi capital do Japão por séculos, ou que você pode se hospedar nos famosos Ryokans e ter toda uma experiência bem Japonesa, mas eu vou mesmo direto ao ponto é que os locais que visitamos e recomendamos a você.

Kiyomizu-Dera

 

O que é? É um templo budista que mesmo com um tempo apertado, você tem que conhecer. O templo fica em uma montanha e dizem não ter um único prego em sua construção. Vou dizer que eu não vi nenhum mesmo, então estou bem tentada a acreditar na história contada. Esse local não tem apenas um templo ou apenas uma coisa para se ver, ele é um complexo. O que significa que tem várias outras construções e áreas verdes para você conhecer. Foi ali que vi muitas pessoas vestidas de gueixa, então, prepare a sua câmera para isso.

E esse templo budista independente é também patrimônio mundial da Unesco. E ele foi construído sabe quando? Em 798 e o seu nome significa água pura (de acordo com o que eu entendi, não sou boa em japonês né). A vista do local é muito linda e vale dizer que por mais que tenha muito turista, não é desagradável. Claro que o caminho até subir ai, o é. Mas leve em consideração que todo mundo quer ter a vista linda igual você quer. Segura a respiração e sobe no meio da galera.

 

INFORMAÇÕES GERAIS

Endereço: 294 Kiyinuzy 1-Chome, Higashiyama-Ku.

Horário: Seg–Qui, Sáb–Dom: 6:00–17:00

 

Kinkaku-Ji

É nesse local que você encontrará o pavilhão de ouro, conhecido no japão como Kinkaku-ji Temple. A sua estrutura toda é revestida em ouro e ele fica posicionado próximo do lago, o que faz as fotos ficarem incríveis. Como nós fomos no inverno, o clima não era propenso a fotos ensolaradas, para fazer o pavilhão brilhar, mas sinceramente? Eu amei mesmo ver o tempo com a neve em seu telhado. Fiquei emocionada de ficar próximo de algo tão esplendido e valeu cada minuto ali.

Ali no complexo tem algumas máquinas de café e doces e eu aproveitei para comer o meu primeiro sorvete preto (gergelim preto) da vida e vou te dizer que sinto saudades. Também tem como comprar outros sorvetes nas maquinas e até café, fica bem a seu critério o que provar.

 INFORMAÇÕES GERAIS

Valor: 400 yenes (o templo tá, não o sorvete)

Endereço: 1 kinkakujicho, Kita-Ku.

Horário: Seg–Dom: 9:00–17:00

 

Arashiyama Bamboo

 

Vou te revelar que Arashiyama foi um dos motivo de termos ido a Kyoto. O local, que é um distrito de Kyoto, tem uma floresta de bambus que me encantou. Não só a mim, claro, ao Will também. Até porque foi ele que me mostrou a foto do local e disse que deveríamos ir lá conferir. Eu é que não seria doida de falar que não queria né? As fotos que vimos lá eram absurdas, então, tomei na hora.

Melhor coisa que fizemos. Foi um pouco difícil de achar? Foi, fiz meu marido andar um monte e estávamos levemente perdidos. Mas tudo bem porque nos perdemos entre as casinhas japonesas mais lindas que já tivemos o prazer de conhecer, então, nos encontramos e não nos perdemos, né?

viu como eu tava perdidinha?

Assim que chegamos no bambusal eu fiquei impressionada. Como fomos no inverno, estava caindo um pouco de neve e o vento batia nos bambus e fazia com que as folhas dele se mexessem lindamente. Ai, nem sei explicar sem parecer uma completa doida, mas confia em mim e vai lá.

Ah! Pra tirar foto ali é bem complicado viu. Tivemos que ter bastante paciência para conseguir tirar a foto que queríamos sem ter meia dúzia de gente no fundo, mas rolou. Então, respire ai que você também vai conseguir. No Instagram do Will (@wilkamiji) tem uma outra foto desse local sem esse bando de gente atrás.

INFORMAÇÕES GERAIS

Valor: grátis

Endereço: Sagatenryuji Sushukinobabacho, Ukyo-ku. Ficou difícil? Procure pelo CEP: 616-8385

Horário: tá aberto a vida toda.

 

A rua das Gueixas

 

Quer ver gueixa de verdade? Essa é a rua. Nós passamos pela rua bem de noite, então, não rolou ver as gueixas. E esse é um dos motivos pelos quais quero ficar pelo menos mais um dia em Kyoto, porque acabamos chegando nessa parte bem a noite.

Mesmo assim, de noite conseguimos tirar algumas fotos bem lindas, então, fizemos um suco com esse limão. Vale dizer que nessa rua tem casas de chás e restaurantes bem típicos japoneses, então, se jogue ali para aproveitar essa experiência incrível, combinado? E se você encontrar essa luminária, me marca no instagram que eu quero ver essa foto sua lá também. Já queria trazer pra casa, mas o Will disse que não caberia na mala. Uma pena! hehe

INFORMAÇÕES GERAIS

Valor: é grátis andar na rua hehe

Endereço: Japão, 〒605-0074 Kyōto-fu, Kyōto-shi, Higashiyama-ku, Gionmachi Minamigawa, 569

Horário: vá de manhã ou cedo a tarde, para que você possa curtir mesmo a rua.

 

 

Fushimi-Inari-Taisha Shrine

 

Vem gente, que aqui as fotos ficam incríveis! Eu sei que todos os locais que eu comentei nesse texto, eu falei que são bons lugares para foto. Eu não tenho culpa que tudo no Japão é fotográfico e ficamos fotogênicos facilmente. Imagina se eu ia perder a oportunidade de usar o curso de fotografia do meu marido atoa! Claramente que não.

O Fushimi não é somente pra foto, ele tem seu propósito e sua história. Foi construído em homenagem ao Deus do arroz e sakê e esse santuário tem um caminho de toriis laranjas de mais de 5.000 portais xintoístas.

Uma dica: Não vá de laranja. Eu fui e fiquei escondida na foto, deveria ter ido de preto. O que eu fiz para não perder minha memória fotografia? Virei meu casaco do avesso e tirei foto assim mesmo. Gente, não tem como ir ao Japão e perder oportunidades.

Esse templo fica a 233 metros acima do nível do mar. Uma coisa que você irá perceber no Japão é que todos os locais tem essas informações sobre o nível do mar. Tem que ter né? Assim as pessoas tem a ideia se caso ocorra um tsunami, onde elas podem correr para se proteger.

INFORMAÇÕES GERAIS

Valor: grátis

Endereço: 68 Fukakusa Yabunouchicho, Fushimi-ku, Kyōto-shi, Kyōto-fu 612-0882

 

 

Onde se hospedar em Kyoto

 

Kyoto não é uma cidade gigantesca, ela é sim bem pequena por sinal. Então, conseguir uma hospedagem na cidade é sim um pouco complicado. Eu vou te indicar alguns locais que já olhei para quando voltarmos ao Japão, mas tenha em mente que esses locais podem estar lotados na época que você for, então, pesquise além desses lugares, combinado?

Outra coisa: Decidiu que vai pro Japão, já reserve os hotéis. Esse tem que ser o seu segundo passo na viagem, porque você precisa alugar com antecedência e bastante. Seja para Tóquio, Quioto ou Osaka, reserve o quanto antes.

 

Ryokan

Essa experiência eu recomendo pelo menos por uma vez. Reserve uma noite em um Ryokan e as próximas fique em hotéis normais. Mas o que é um Ryokan? É uma hospedagem onde você dorme em futon – maneira oriental de dormir – e tem as refeições tradicionais. Essas refeições são chamas de Kaiseki e é composta por uma infinidade de pratos. Você dormirá de barriga cheia, mas não passará mal de tanto comer.

Ah! Tem banho típico lá também, então é toda uma experiência sem precedentes e que já que você está indo ao Japão, não custa tanto aproveitar.

Os que eu recomendo você pesquisar e quem sabe se hospedar:

Gion Hatanaka: Nós achamos essa opção super boa e ele ainda tem boa nota no Tripadvisor, o que sempre ajuda na hora da decisão, não é? Essa seria a nossa primeiríssima opção para ficarmos em um Ryokan.

Kyokoyado Yasaka Yutonemenino de Deus! Olhe bem as fotos desse lugar, vai me dizer que no momento em que você olhou, não deu aquela vontade dentro do seu coração de morar ali pra sempre. Ok, não pra sempre, mas se hospedar pelo menos uma vez. Pausa dramática aqui para falarmos sobre as fotos de comida deles, alguém me segura porque eu já quero ir para o Japão agora.

Hotéis normais

Depois de ficar em um Ryokan, você vai querer ficar em hotel normal e com um custo menor. Caso você não tenha ficado no Ryokan, tudo bem também, na minha primeira ida ao Japão eu não fiquei, e não foi o fim do mundo.

Agora sobre a hospedagem a nossa primeira opção é o Hotel Kintetsu Kyoto Station. Isso mesmo, dentro da estação de Kyoto. Na nossa opinião essa estação é a mais bonita de todo o Japão, então, porque não ficar lá dentro, não é?

Uma segunda opção é o New Miyako Hotel, que também é coladinho na estação mais linda do Japão e por ter essa localização ajuda muito na sua locomoção pela cidade. Sempre procure locais próximos das estações de metrô ou ônibus, isso sempre ajuda.

A nossa terceira opção para você é o Touro Hotel Gion que fica naquela região ali que falei sobre as gueixas. Eu particularmente fico entre o primeiro hotel e esse, sou influenciável fazer o que.

Mas caso você tenha olhado todas essas opções de hotel, mas não tenha sido de seu agrado, ou estavam lotadas. Deixo aqui abaixo as opções de promoção do Booking para a região de Kyoto. Só clicar no nome do hotel e colocar a data que você irá.

Vale dizer que eu sempre levo em consideração os comentários das pessoas na página do hotel no booking. Mas sempre desconsidero os comentários péssimos ou excelentes. Procure os comentários e veja se os bons ou ruins estão de acordo. Muitas vezes já vi comentários sem pé nem cabeça, então, leve isso sempre em consideração, combinado?



Booking.com

Transporte público em Kyoto

Eu achei bem fácil se locomover em Quioto/Kyoto. Usamos muito o ônibus da cidade e aproveitamos que já ficaríamos um dia inteiro por lá, para comprar o ticket de 24 horas do transporte.

O ticket é o Kyoto City Bus & Kyoto Bus One-Day Pass, que tem um custo de 600 yenes, para adulto ou 300 yenes para crianças. Nós compramos na própria estação, quando saímos do Shinkan-sen.

Já ouvi falarem que tem como comprar no ônibus, mas não vi essa opção no que pegamos. Então, não posso garantir. Ali mesmo, na estação onde você pegará o ônibus, tem uma central de informações turísticas, foi lá dentro que compramos.

Esse é o cartão. Sim, eu colei um adesivo do mickey. haha

O que fazer em Nara: Roteiro Completo
O que fazer em Osaka: Roteiro completo
O que visitar em Tóquio: Onde ir e Onde comprar